Mãe Natureza, Sementes Puras, Alimentação Vegana e mais….

“Não existe matéria morta, tudo é Vida” – Helena Blavatsky

Espera aí! Como essas quatro coisas no título se relacionam?! Calma, vamos tentar explicar!

Os Festivais da Juventude pela Paz, desde sua primeira edição, tentam expressar ideias, exemplos e propostas de ação que busquem reconectar o ser humano à consciência da Natureza, da Mãe Terra. Os tempos atuais nos colocam a grande questão de reavaliarmos nossa relação com toda a vida presente no planeta.

No último Festival ocorrido em julho de 2017 em Florianópolis, tivemos algumas sugestões na direção de uma vida mais equilibrada e harmoniosa como, por exemplo: uma banca de sementes puras, um banheiro seco, o oferecimento gratuito de uma alimentação vegana a todos os presentes, e tudo isso sob as bênçãos da Virgem de Guadalupe. Como assim?! Deixa eu continuar:

A banca de sementes puras, também conhecidas como sementes “crioulas”, expôs e ofertou gratuitamente sementes que não sofreram alteração genética, ou seja, que não são transgênicas. Várias espécies de plantas e de diversas culturas (milho, amendoim, feijão, entre outras) estavam colocadas na banca. Essas sementes, passadas de geração em geração, constituem um imenso repositório genético para toda a humanidade. Todas as sementes eram oriundas da Comunidade Figueira, situada no sul de Minas Gerais.

Em um determinado momento do Festival, uma alimentação vegana foi ofertada gratuitamente a todos os participantes, que puderam compartilhar um alimento saudável e saboroso que pretende gerar o mínimo de sofrimento possível aos reinos da Natureza.

Antes da distribuição do alimento, houve um agradecimento à Mãe Natureza, representada por uma imagem da Virgem de Guadalupe, a Mãe de todas as raças. Foi realizada uma oração espontânea e ecumênica na qual os participantes, em reverência e em silêncio, puderam irradiar toda gratidão à Natureza e a todos os seres que concorrem para a manifestação de uma refeição. Um gesto simples de abertura do coração ao encontro de nossa Mãe generosa que nos sustenta a todo instante e que, apesar disso, normalmente, não recebe sequer um pensamento de “gratidão” por parte da humanidade.

Assim, notamos que os jovens que participam e constroem os Festivais da Juventude pela Paz aspiram à realização de uma síntese que nos religa com a Natureza. As sementes puras, o banheiro seco e a alimentação vegana se entrelaçam mediante um fio invisível que nos conduz à fraternidade entre todos os seres e à ideia de que a Natureza é nossa Mãe e nossa Casa, uma Consciência planetária que se expressa como um só organismo vivo.

 

 

 


Conteúdo Relacionado: 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s