No Coração de Recife

Portas se abrem para acolher o Reino Animal

O quinto Festival da Juventude pela Paz já tem data e local marcados: 28 de janeiro de 2018, em Recife. Impulsionados pela Campanha da Juventude pela Paz e reunidos pelo Universo, o grupo de jovens dá seus primeiros passos na capital pernambucana. Em busca da nota grupal, as jovens encontraram uma palavra que parecia fazer eco no coração: o Serviço.

Foi assim que o grupo, conduzido pela vocação do coração, se deparou nas ruas de Recife com a simplicidade de um lar que tem portas abertas para os irmãos de quatro patas. Mas, na verdade, a casa tem que manter portas e janelas materiais bem fechadas e teladas, para resguardar todos os seus habitantes peludos. Este é o endereço da Dona Nilza, uma senhora amante dos animais, que há mais de cinco anos compartilha sua pequena residência com mais de quinze gatos.

Dona Nilza é uma dedicada protetora de animais, que recolhe, esteriliza e dá assistência veterinária a cães e gatos em uma comunidade do subúrbio de Recife. Em um silencioso serviço missionário, ela percorre diariamente as ruas da comunidade da Mustardinha, recolhendo os animais de seus vizinhos, levando para castração, cuidando do pós-operatório e devolvendo-os para o respectivo tutor. As necessidades parecem ser infinitas, e os recursos escassos. Mas a valente dona de casa sabe bem encaminhar toda a doação que chega a suas mãos. Com recursos que recebe, Dona Nilza compra dipirona para a gatinha esterilizada e colírio para o gato com olhos inflamados.

Essa história foi escolhida como ponto de partida pelo grupo jovem, que conheceu o trabalho através de um grupo de serviço local. O grupo realizou uma visita à protetora, onde foram recebidas com muita gratidão. Enquanto ouviam o relato das histórias dos felinos, as jovens fotografavam os animais.  Em seguida, acompanharam Dona Nilza levando medicamentos aos animais da vizinhança. Nas casas que se abriam para recebê-las, os corações pareciam gradualmente despertar para o amor aos reinos.

As jovens se despediram da protetora com profunda reverência por aquela missão. Prometeram voltar, e não faltam ideias para se juntarem a Dona Nilza. Agora, o trabalho do grupo jovem de Pernambuco será criar uma ponte entre esta história e os meios digitais, para que mais corações possam colaborar. Afinal, os colaboradores da paz e do bem existem, apenas seguem caminhando pelas suas missões silenciosas.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s