Juventude em Peregrinação: Em busca da Paz em Lugares Sagrados

“A jornada de mil quilômetros começa com um passo” Lao-Tsé

Um dos campos de expressão dos grupo jovens que buscam o contato interior é a peregrinação a lugares sagrados.

Este artigo conta a experiência de três saídas já realizadas pelo grupo jovem de Belo Horizonte.

Vale lembrar que a origem da palavra “peregrino” que vem do latim: per (através) e ager (terra, campo). Digo isto porque estas viagenstiveram como destino três locais afastados da região urbana: Serra da Piedade, Centro Mariano do Menino-Rei e Centro Mariano de Figueira.

SERRA DA PIEDADE

A Serra da Piedade é um santuário mariano localizado a 48km de Belo Horizonte, no alto da montanha, a 1.746 metros de altitude. Nesse local, o Grupo Jovem de BH, junto com membros do Monastério Porta da Divina Misericórdia, realizou uma sintonia de oração, mantras e cânticos em oferta aos Reinos da Natureza. Ficamos em um ponto mais preservado entre os rochedos e a vegetação. Ali, oramos o Rosário pela Salvação dos Reinos da Natureza e fizemos uma reflexão grupal sobre alguns aspectos espirituais da Mãe Natureza. Depois disso, visitamos alguns espaços dentro do Santuário, como a Ermida da Padroeira, onde encontra-se uma imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais, obra atribuída ao Aleijadinho.

Maria Teresa, jovem estudante de 20 anos integrante do grupo, fez o seguinte comentário:

“Foi um encontro muito bonito, principalmente a parte dos mantras e da oração. A reflexão grupal levantou questões inusitadas para mim, como, por exemplo, o assunto dos devas e dos elementais.”

CENTRO MARIANO DO MENINO-REI

foto-capa-peregrinac%cc%a7a%cc%83o-jovem

A peregrinação ao Centro Mariano do Menino-Rei,  localizado em Teresópolis (RJ), teve a participação de outros grupos. Foi o caso de alguns jovens que frequentam a Casa das Crianças (Casa de serviço ligada ao Núcleo de Figueira Sagrado Céu em BH, que oferece atividades artísticas para crianças e jovens). A longa viagem de ônibus – aproximadamente 9 horas – foi recepcionada calorosamente pelos jovens e crianças da Comunidade Nova Terra, lugar onde se encontra o Centro Mariano. Durante nossa estada, realizamos intensa atividade de serviço junto ao reino animal, já que esse núcleo abriga cerca de 200 animais resgatados.

Renata Mangini, estudante de 24 anos, uma das jovens do Grupo de BH, testemunhou:

“O contato com as crianças reacende no coração dos jovens a chama da pureza. Já o contato com os Reinos da Natureza, nossos irmãos menores, ativa em nós a mansidão. Não é possível lidar com os Reinos menores de maneira amorosa e fraterna se não exercitar a mansidão. Nessa fusão surge uma grande reverência à Criação de Deus. Aprendemos, na prática, a cuidar e a zelar por aqueles que são mais frágeis que nós.”

CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA

foto-interna-c-m-figueira

A peregrinação ao Centro Mariano de Figueira, situado no município de Carmo da Cachoeira, MG, contou com a participação de muitos jovens da cidade de Belo Horizonte. Tivemos a oportunidade de participar de uma procissão, desde a entrada do Centro Mariano até a Colina das Aparições, onde ocorreram uma Adoração grupal ao Santíssimo Sacramento e a Celebração de uma Comunhão Ecumênica. Após a Comunhão, fomos à Oca da Vigília, local consagrado à Consciência Indígena. Finalizamos a peregrinação com cânticos e louvor.

A jovem Fabiana Teófilo, micro-empreendedora de 33 anos, relatou:

“É difícil falar, porque a ida a Figueira faz parte de um processo interno na minha vida. Não é apenas um lugar com o começo, o meio e o fim de um passeio. Fazer ritmo no Núcleo de Figueira Sagrado Céu e os encontros com o Grupo Jovem fazem parte desse processo. Tem algo dentro de mim que está mudando muito, e nem eu sei onde isso vai dar.”

foto-interna-c-m-figueira-2
PEREGRINAÇÃO JOVEM: PERCORRER CAMINHOS EXTERNOS PARA CHEGAR AO MUNDO INTERIOR

A peregrinação não é apenas um deslocamento físico de um lugar para outro. Esse movimento pode ser um exercício espiritual em que a consciência busca um contato interior mais profundo. Peregrinar em conjunto com outros jovens pode se converter em um estímulo mútuo, pois vemos no outro alguém que também está no caminho espiritual. O peregrino é o arquétipo daquele que empreende a aventura interior e, através de uma transição gradual, vai despertando para as diversas paisagens internas. Nesse sentido, as peregrinações se integram à Campanha da Juventude pela Paz, pois os jovens se reúnem para irradiar para todo o planeta as descobertas encontradas nessa jornada.

Todos os jovens que sintam de participar das peregrinações são convidados a se juntar a nós! Essas saídas estão nos preparando para o II Festival da Juventude pela Paz, que acontecerá no dia 29 de janeiro de 2017, em Florianópolis. De Belo Horizonte a Floripa são 1.300 km, aproximadamente.  Assim, retornando à citação de Lao-Tsé apresentada no início do artigo, podemos dizer que, com essas peregrinações já realizadas, nosso grupo deu vários passos na jornada de 1.300 quilômetros rumo ao II Festival da Juventude pela Paz!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s